Pelo fim do cativeiro de golfinhos em Portugal; End of captivity for dolphins - Portugal;

  • by: Raquel ALves
  • target: Assembleia da República de Portugal

Golfinhos são animais extremamente inteligentes que necessitam de vastas extensões de mar para poderem ter vidas dignas em que atingem a plena maturidade e para poder reproduzirem-se gerando crias que chegam a idade adulta.

Tem sido largamente demonstrado que estes animais quando vivem em delfinários tem uma esperança de vida significativamente mais curta do que quando vivem no seu ambiente natural.

No mar eles formam famílias complexas e manifestam comportamentos de altruísmo para com os da sua espécie e mesmo para com indivíduos de outras espécies, como seja para com o Homem.

Os orgãos legisladores de Portugal tem o dever de criar legislação que proíba a manutenção destes animais em cativeiro para fins lúdicos. Desta forma, os delfinários actualmente em Portugal devem ser impedidos da aquisição, troca ou recebimento a título gratuito de qualquer espécime de golfinho para as suas instalações.

Actualmente existem dois delfinários em Portugal, o que se encontra presente nas instalações do Jardim Zooloógico de Lisboa e o Zoomarine da Guia, Algarve.

Existem também actualmente diversas organizações que trabalham em prol da readaptação e libertação para o meio natural de golfinhos que formam mantidos em cativeiro durante parte da sua vida. Tendo conta o acima exposto, devem ser celebrados protocolos, com tais organizações, para promover a libertação dos golfinhos ainda mantidos em cativeiro pelos delfinários que actuam no território português.

Os golfinhos merecem viver no mar e não dentro de um tanque de água e a ser obrigados a fazer truques para a diversão de alguns humanos.

EM INGLÊS - In english

Dolphins are extremely intelligent animals that require vast expanses of sea to be able of having dignifying lives, where they reach full maturity and reproduce creating offspring that reach adulthood.

It has been widely demonstrated that these animals when living in dolphinaria they have a life expectancy much shorter than when living in their natural environment.

At sea they form complex families and manifest behaviors of altruism towards their own kind and even towards individuals of other species, such as towards man.

The legislators of Portugal have the duty of creating laws that prohibit the keeping of these animals in captivity for entertainment purposes. Thus, the currently dolphinaria in Portugal should be prohibited of acquisition, exchange or receiving free of charge any specimen of dolphin for their facilities.

There are currently two dolphinaria in Portugal, one is present on the premises of Jardim Zooloógico of Lisbon and the other one is Zoomarine in Guia, Algarve.

There are also currently several organizations working for the rehabilitation and release into the wild of dolphins that were kept in captivity for most of there life, and, therefore it should be concluded protocols for the effective release of the dolphins still held captive by dolphinaria acting in Portuguese territory.

Dolphins deserve to live in the sea and not inside a tank of water being forced to do tricks for the amusement of some humans.

Sign Petition

privacy policy

By signing, you accept Care2's terms of service.

Having problems signing this? Let us know.